Escritor, geógrafo e historiador, Manuel Correia de Oliveira Andrade nasceu no Engenho Jundiá, em Vicência, a 03 de agosto de 1922, filho do senhor de engenho Joaquim Correia Xavier de Andrade e Zulmira Azevedo Correia de Andrade. Fez o curso secundário no Recife, onde também curso Direito, História e Geografia.

Aos 20 anos de idade, filiou-se ao Partido Comunista Brasileiro (PCB), permanecendo filiado por apenas sete meses. Como advogado, trabalhou para o Sindicato dos Ferroviários, no Sindicato dos Trabalhadores da Indústria de Exploração de Pedras de Jaboatão e no Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Papel e Papelão.

A partir de 1952, deixa a advocacia e se dedica ao magistério: ensina Geografia do Brasil e História em vários colégios recifenses, como o Vera Cruz e o Americano Batista. Na Faculdade de Filosofia do Recife, ensina Geografia Física. Na Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade Federal de Pernambuco, ensina Geografia Econômica.

Entre 1956 e 1965, Manuel Correia realizou cursos de pós-graduação nas universidades do Brasil e de Paris. Também fez viagens de estudo à Itália, Bélgica, Grécia e Israel. Dirigiu o Departamento de História da Fundação Joaquim Nabuco de Pesquisas Sociais, do Recife, e era considerado um dos mais respeitados estudiosos da realidade nordestina.

Professor universitário, membro do Conselho Científico do International Council for Research in Cooperative Development, Suíça, publicou artigos na imprensa pernambucana e nacional, além de vários livros, tais como: "A Terra e o Homem do Nordeste" , ?História Econômica e Administrativa do Brasil? e ?Abolição e Reforma Agrária?.

Por sua atuação política, Manuel Correia de Andrade foi preso em duas ocasiões: a primeira em 1944, quando é processado pelo Tribunal de Segurança Nacional, sendo anistiado no ano seguinte por um decreto do presidente Getúlio Vargas. A segunda prisão ocorreu quando participou do Governo Miguel Arraes em Pernambuco.

Entre os vários cargos que ocupou, foi diretor do Centro de Documentação e de Estudos da História Brasileira Rodrigo Mello Franco de Andrade, da Fundação Joaquim Nabuco de Pesquisas Sociais; chefe do Departamento de Geografia e História da Faculdade de Ciências Econômicas e coordenador do Curso de Mestrado em Economia da UFPE.

Doutor Honoris Causa, por parte de três Universidades Federais (a do Rio Grande do Norte, a de Alagoas, e a de Sergipe), e pela Universidade Católica de Pernambuco.

Morreu no Recife, a 22 de junho de 2007, de problemas do coração.

Bibliografia:
Alguns dos mais de cem livros que publicou:

?Geografia do Brasil, 3a. série ginasial?. São Paulo, 1952;
?Geografia geral para a 1a. série ginasial?. São Paulo, 1954;
?Geografia geral para a 2a. série ginasial?. São Paulo, 1954;
?Geografia geral para a 4a. série ginasial?. São Paulo, 1957;
?Geografia e história de Pernambuco?. São Paulo, 1959;
?A pecuária no agreste pernambucano?. Recife, 1961;
?O Distrito Industrial e suas condições climáticas?. Recife, 1962;
?Geografia do Brasil: região Nordeste?. São Paulo, 1962;
?A terra e o homem no Nordeste?. São Paulo, 1963;
?Geografia do Brasil, curso colegial?. São Paulo, 1965;
?Geografia geral: física e humana?. São Paulo, 1965;
?A guerra dos cabanos?. Rio de Janeiro, 1965.
?Espaço, polarização e desenvolvimento: a teoria dos pólos de desenvolvimento e a realidade nordestina?. Recife, 1967;
?Geografia dos continentes?. São Paulo, 1968;
?Geografia econômica do Nordeste: o espaço e a economia nordestina?. São Paulo, 1970;
?Nordeste, espaço e tempo?. Petrópolis, 1970;
?Movimentos nativistas em Pernambuco: Setembrizada e Novembrada?. Recife, 1971;
?Aceleração e freios do desenvolvimento brasileiro?. Petrópolis, 1973;
?Geografia econômica?. São Paulo, 1973;
?O processo de ocupação do espaço regional do Nordeste?. Recife, 1975;
?Os trinta anos do Brasil?. Recife, 1976;
?História econômica e administrativa do Brasil?. São Paulo, 1976;
?O planejamento regional e o problema agrário no Brasil?. São Paulo, 1976;
?O processo de ocupação do espaço pernambucano?. Recife, 1976;
?Agricultura & capitalismo?. São Paulo, 1979;
?Latifúndio e reforma agrária no Brasil?. Rio de Janeiro, 1980;
?1930: a atualidade da Revolução?. São Paulo, 1980;
?Capital, Estado e industrialização do Nordeste?. Rio de Janeiro, 1981;
?Nordeste: a reforma agrária ainda é necessária?? Recife, 1981;
?As alternativas do Nordeste?. Recife, 1983;
?Projeto, avaliação e diagnóstico da Geografia no Brasil?. Brasília, 1983;
?Poder político e produção do espaço?. Recife, 1984;
?Classes sociais e agricultura no Nordeste?. Recife, 1985;
?Abolição e reforma agrária?. São Paulo, 1987;
?Geografia, ciência da sociedade: uma introdução à análise do pensamento geográfico?. São Paulo, 1987;
?O Nordeste e a Nova República?. Recife, 1987;
?O homem e a cana-de-açúcar no vale do Siriji?. Recife, 1987;
?Imperialismo e fragmentação do espaço?. São Paulo, 1988;
?A Revolução de 30: da República Velha ao Estado Novo?. Porto Alegre, 1988;
?O Brasil e a África?. São Paulo, 1989;
?Caminhos e descaminhos da Geografia?. Campinas, 1989;
?A Itália no Nordeste: contribuição italiana ao Nordeste do Brasil?. Recife, 1992
?Uma geografia para o século XXI?. Recife, 1993;
?O desafio ecológico: utopia e realidade?. São Paulo, 1994;
?A questão do território no Brasil?. Recife, 1995.