curta nossa página no facebook / Like us at Facebook Entre em nossa comunidade do orkut / Join us at orkut Siga-nos no Twiiter / Follow us at TwitterSiga-nos no Linkedin / Follow us at LinkedInAdicione-nos em seu círculos / Add us at your circles

Revolta Praieira

Insurreição ocorrida em Pernambuco, entre 1848-1849, que, no entender do jornalista Paulo Francis, "foi um movimento que buscou confusamente, pelas armas, uma solução que não a monárquica para os problemas institucionais do país". Segundo o historiador Amaro Quintas, "foi um movimento mais social do que político, onde predominou a insatisfação da massa explorada pelo feudalismo territorial".

No momento em que os praieiros iniciaram a revolta, Pernambuco vivia uma situação social tensa, com um reduzido número de proprietários rurais monopolizando quase toda a riqueza (só a família Cavalcanti era dona de um terço de todos os engenhos pernambucanos), enquanto que, na área urbana, principalmente na capital, uma burguesia comercial rica e poderosa, formada por portugueses, mandava em tudo.

Daí, a PRAIA ser considerada por alguns como uma revolta social, mesmo sabendo-se que a sua causa imediata foi a derrubada de um praieiro da presidência da província (Antônio Chichorro da Gama) e a nomeação do conservador Herculano Ferreira Pena para o seu lugar.

A Revolta do Partido da Praia (a denominação deve-se ao endereço do principal ponto de reunião dos líderes, que ficava na Rua da Praia, Recife) teve início em Olinda e, comandados pelo líder Nunes Machado, os revoltosos derrubaram Ferreira pena do governo, mas quando tentaram tomar o Recife de assalto, os praieiros foram derrotados e Nunes Machado morto. Os combates duraram cinco meses.

O "Manifesto ao Mundo", de 01 de janeiro de 1849, elaborado por Borges da Fonseca e publicado com a assinatura dos chefes militares como plataforma política da Revolta da Praia, defendia:

"Voto livre e universal para o povo brasileiro; plena e absoluta liberdade de comunicar os pensamentos por meio da imprensa; o trabalho como garantia de vida para o cidadão brasileiro; o comércio a retalho só para os cidadãos brasileiros; a inteira e efetiva independência dos poderes constituídos; a extinção do poder moderador e do direito de agraciar; o elemento federal na nova organização; completa reforma do poder judicial, em ordem a assegurar as garantias dos direitos individuais dos cidadãos; extinção da lei do juro convencional; extinção do atual sistema de recrutamento".

Powered by Bullraider.com

Seca em Pernambuco

seca pe 1

seca pe 2

O 14 - Greve dos Jornalistas 1990

greve-jornalista

Serviços

classificados-peaz

Parceiros

Publicidade

PE A-Z © Todos os direitos reservados